"As pessoas fazem a História, mas raramente se dão conta do que estão fazendo." (Christopher Lee)









A História em vídeos

Loading...

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL


É Natal.
Tempo de fé.
Felicidade nos corações humanos.
Esperança de dias melhores.
Inspirações de amor.
Família reunida.
União cristã.
Encontros acontecendo.
Festa preparada.
Estrela brilhando,
Cristo nascendo.
Tempo preparado, para vê-lo chegar.
Céu aplaudindo.
Caminhos se abrindo.
Vida florindo.
Mundo sorrindo.
Fraternidade se manifestando.
Gente perdoando.
Mãos se juntando.
Humanidade agradecendo.
Tudo é prece.
E momento de paz.
Ele veio para nos salvar...
Por isto
É Natal!

FELIZ NATAL e UM ANO NOVO DE MUITA PAZ e SUCESSO

ABRAÇOS...
Eliene

domingo, 5 de dezembro de 2010

Escrava Anastácia



Queridos alunos, percebo que a história da Escrava Anastácia os impressionou muito! É realmente uma história assustadora! Lenda ou realidade, o fato é que os sofrimentos que viveu a escrava ilustram como foi a vida dos negros no Brasil colonial e imperial. A violência física, sexual e moral eram rotina na vida dessas pessoas que tiveram sua liberdade e sua vida solapadas por um sistema cruel e desumano!
Como o negro sofreu em nosso e diversos outros países...
Pesquisar a história dos negros que apesar de tudo deram a volta por cima e lutaram contra todas essas desumanidades foi muito importante para nós! Precisamos dar visibilidade à essas pessoas que lutaram e até hoje lutam por um país livre da discriminação e do racismo! Gostei muito dos trabalhos de vocês, mostraram maturidade e sensibilidade para lidar com um tema tão importante e delicado como esse!
Que a partir de agora nós possamos levar adiante essa bandeira da luta contra toda forma de discriminação e racismo ainda presentes em nossa sociedade!!


 Um poquinho da história de Anastácia:
A existência da escrava Anastácia é colocada em dúvida pelos estudiosos do assunto, já que não existem provas materiais da mesma.
Seu culto foi iniciado em 1968, quando numa exposição da Igreja do Rosário do Rio de Janeiro em homenagem aos 80 anos da Abolição, foi exposto um desenho de Étienne Victor Arago representando uma escrava do século XVIII que usava Máscara de Flandres que permitia á pessoa enxergar e respirar, sem, contudo, levar alimento á boca.
No imaginário popular, a Escrava Anastácia era uma escrava de linda e rara beleza, que chamava atenção de qualquer homem. Ela era curandeira, ajudava os doentes, e com suas mãos, fazia verdadeiros milagres. Por se negar a ir para a cama com seu senhor e se manter virgem, apanhou muito e foi sentenciada a usar uma máscara de ferro por toda a vida, sem poder beber e nem comer nada, e ainda sendo espancada, o que a fez durar pouco tempo, tempo esse que sofreu verdadeiros martírios. Quando Anastácia morreu, seu rosto estava todo deformado. Escrava Anastácia é respeitada e cultuada tanto no Brasil quanto na África. (Fonte: Wilkipedia)



Um passeio pelas postagens do blog

Notícias sobre filmes

Ocorreu um erro neste gadget

Cute Baby Animal Pictures