"As pessoas fazem a História, mas raramente se dão conta do que estão fazendo." (Christopher Lee)









A História em vídeos

Loading...

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Supérfulo Necessário

Revendo meus escritos da pós graduação hoje, encontrei um texto de Michel Maffesoli, intitulado "No fundo das aparências", resolvi reler e a leitura me trouxe muitas sensaçõe novas, reafirmou a minha certeza de que o mundo e as pessoas carecem de poesia, no sentido mais simples de seu significado "arte de nos emocionar, tocar sentimentos, sugerir emoções..." Estamos sérios demais, ocupados demais, deprimidos demais, fechados ao nosso corre-corre de cada dia e nos deixando levar por todas essas "novidades" da pós modernidade. Fechados na nossa solidão/ilusão de internautas, acreditamos que estamos usufruindo de todas os benefícios da vida moderna, mas nos esquecemos de apertar a mão dos amigos, tomar café juntos, fazer visitas, olhar nos olhos e não apenas mandar torpedos ou e-mails. A tecnologia tem tornado as relações cada vez mais impessoais. Como dizia meu adorável Zeca Baleiro: eu não espero mais um amigo pra o chá das cinco, mas para o "chat" das cinco.

Mas como fugir das armadilhas do mundo moderno? Invoco Michel Maffesoli (sociólogo francês e um dos fundadores da sociologia do cotidiano), "a solução parece estar nas práticas cotidianas que nos permitem viver o supérfulo necessário ou a cultura do sentimento, que se referem à valores que correspondem à socialidade e a solidariedade de base, que evidenciam a permanência de valores tradicionais que não foram desestruturados com a modernização."
"Supérfulo necessário"! Acho genial!
Enfim amigos, para escaparmos do horror da modernidade, sugiro que não deixemos de criar nossos lugares de socialidade, que garantam espaço para o "estar-junto", para a poesia e para a imaginação.
Beijos, Eliene

Um passeio pelas postagens do blog

Notícias sobre filmes

Ocorreu um erro neste gadget

Cute Baby Animal Pictures